Dream Team do Passinho grava vídeo para campanha zika

Escrito por: unfpa postado em: 29/12/2016

Com as baixas temperaturas do inverno, a diminuição da incidência do mosquito Aedes aegypti traz a falsa impressão de que o vírus zika não é mais um problema. Estudos científicos indicam, entretanto, que o vírus também pode ser transmitido por via sexual. Os riscos são ainda maiores para mulheres grávidas, uma vez que a síndrome congênita do zika pode levar o feto a ter microcefalia e outras complicações neurológicas.
O grupo carioca Dream Team do Passinho se uniu ao Fundo de População das Nações Unidas para alertar sobre a transmissão sexual do vírus zika. Assista ao vídeo abaixo:

O material é parte da campanha “Mais Direitos, Menos Zika”, realizada em parceria com o Dream Team do Passinho – o grupo criou a música-tema da campanha e até gravou um videoclipe alertando sobre a epidemia do zika. Confira abaixo:

O objetivo da campanha é informar as pessoas sobre como se proteger do vírus zika e evitar o risco da síndrome congênita do zika, indo além da prevenção contra o mosquito. A campanha introduz a questão do risco de transmissão sexual e busca orientar o público, especialmente o público jovem, sobre seus direitos reprodutivos, como direito a informações e contraceptivos gratuitos na rede pública, entre outros. Assim, as mulheres poderão adiar a gravidez em tempos de zika, ou engravidar com segurança se assim desejarem.