Saúde é um direito fundamental

“TODOS OS SERES HUMANOS NASCEM LIVRES E IGUAIS EM DIGNIDADE E DIREITOS…”
Declaração Universal dos Direitos da Pessoa Humana (1948)

Somos iguais e podemos gozar, sem qualquer diferença entre nós, dos direitos e liberdades estabelecidos no documento “Declaração Universal dos Direitos da Pessoa Humana”, aprovado pelo Brasil e outros países que fazem parte da ONU (Organização das Nações Unidas). As instituições públicas são responsáveis por respeitar, proteger e garantir o cumprimento dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais e ambientais para cada pessoa. Exercer plenamente nossos direitos significa poder decidir livremente por nossas opções de vida. Mas não basta poder decidir – é preciso também ter informação para tomar a melhor decisão, e ter os meios para levar as decisões adiante.

A SAÚDE É UM DIREITO FUNDAMENTAL!
Todas as pessoas têm o direito a uma vida saudável, com acesso à água tratada e saneamento, acesso à informa- ção em linguagem fácil de entender, acesso à prevenção e tratamento de doenças, além do acesso a serviços de saúde gratuitos e de qualidade, que respeitem as usuárias e usuários em sua diversidade. Profissionais de saúde devem atender as pessoas em local apropriado, reservado (privacidade) e têm que manter segredo sobre o que for conversado durante a consulta. Só podem contar o que foi dito se você permitir ou se houver danos à sua saúde ou à saúde de outras pessoas (confidencialidade).