Tudo o que você precisa saber sobre o zika

O zika é uma doença causada principalmente pelo mosquito Aedes aegypti, através de picada, e por transmissão sexual. O risco aumenta em mulheres grávidas, pois o Zika pode causar microcefalia e outras doenças do sistema nervoso.

Os sintomas se iniciam 10 dias após a picada do mosquito e desaparecem espontaneamente 3 a 7 dias depois.

Sintomas
→ Febre baixa
→ Dor de cabeça
→ Dores leves nas articulações
→ Manchas vermelhas na pele
→ Coceira e vermelhidão nos olhos.
Importante: a maioria das pessoas infectadas não apresenta sintomas; uma pessoa pode ter zika e não saber!

O que fazer?
Em caso de suspeita, procure o serviço de saúde mais próximo de sua casa. Se estiver grávida, é necessário usar repelentes e roupas compridas, para evitar picadas de mosquito, e usar sempre camisinha. O zika também é transmitido por via sexual, e seu parceiro pode estar infectado e não apresentar sintomas.

Tratamento
Não existe tratamento específico para a infecção, e nem vacina contra o vírus. Os sintomas são tratados, com paracetamol ou dipirona, para o alívio da dor e controle da febre. Não tome medicamentos sem recomendação médica.

→ As mulheres têm o direito de decidir se querem ou não engravidar durante a epidemia de Zika no país.
→ Se deseja adiar a gravidez, busque informação e métodos contraceptivos nas unidades básicas de saúde.
→ Se deseja engravidar: busque orientação com um/a profissional de saúde e tire todas as dúvidas antes de tomar a sua decisão. Proteja-se contra picadas de mosquito e contra a transmissão sexual do vírus, usando repelente e camisinha durante a gravidez.
→ Mães com suspeita, provável ou confirmada infecção pelo vírus, durante a gravidez ou depois do parto, devem receber acompanhamento médico. A amamentação pode ser feita normalmente.